icone buscar
EGRESSA DE MEDICINA VETERINÁRIA ATUOU NA LINHA DE FRENTE DOS ATENDIMENTOS AOS ANIMAIS NO RIO GRANDE DO SUL

EGRESSA DE MEDICINA VETERINÁRIA ATUOU NA LINHA DE FRENTE DOS ATENDIMENTOS AOS ANIMAIS NO RIO GRANDE DO SUL

sexta-feira, 14 de junho de 2024.
EGRESSA DE MEDICINA VETERINÁRIA ATUOU NA LINHA DE FRENTE DOS ATENDIMENTOS AOS ANIMAIS NO RIO GRANDE DO SUL

A egressa do curso de Medicina Veterinária do UNIFOR-MG, Thaynara Mayngler, atuou por seis dias nos atendimentos aos animais socorridos no Rio Grande do Sul. Ela se deslocou até a cidade de São Leopoldo no mês de maio, juntamente com uma equipe de veterinários composta pelo médico veterinário Bruno Bertassoli e os estudantes de veterinária Poliana D’arcenção e Pedro Henrique Linhares. 

Ao acompanhar as notícias da tragédia ocorrida no Rio Grande do Sul, o grupo ficou comovido com a situação e organizou um ponto de coleta para doações na clínica em que eles atendem. A médica veterinária conta que, em quatro dias, as doações ocuparam todos os cômodos.

Bruno Bertassoli, cativado pelo movimento das doações, sugeriu à Thaynara Mayngler que eles fossem até o estado para prestar serviços de atendimento aos animais resgatados. Eles convidaram também os médicos veterinários Poliana D’arcenção e Pedro Henrique Linhares, que já haviam atuado em missões de atendimento humanitário animal. 

A partir de então, o grupo buscou reunir doações de insumos veterinários, medicações e também um valor em dinheiro para apoiar o transporte. Eles alugaram uma caminhonete para transportar também os materiais arrecadados. 

Thaynara Mayngler relatou: “Assim que chegamos no Rio Grande do Sul o choque de realidade nos tomou. Havia água para todo lado, animais molhados, doentes, precisando realmente de ajuda. Nos alojamos na escola Irmão Weiber em São Leopoldo, onde fomos muito bem recebidos! Foram seis dias de extrema tensão, tristeza e alegria”.

Uma grande quantidade de animais resgatados apresentava hipotermia (temperatura baixa), o que foi um desafio para os profissionais, pois não haviam cobertas para todos. Também foram tratados casos de animais com pneumonia e líquido no pulmão, fraturas e muitos estavam traumatizados, não permitindo a aproximação para os cuidados.

Ela comentou sobre a experiência: “Foi um grande desafio, tanto físico quanto emocional. A Medicina Veterinária me escolheu e com toda certeza a graduação foi a base de ser quem eu sou hoje”.

A trajetória da egressa

Ela ingressou no UNIFOR-MG no ano de 2013 e se formou em 2017, quando decidiu atuar com atendimento clínico a pequenos animais. Após a graduação, ela se mudou para Belo Horizonte, onde atuou em hospitais e clínicas veterinárias. Ela complementou seus estudos com cursos de aprimoramento em emergências.

Em 2019 ela fez uma pós-graduação na área de Cuidados Paliativos. Nessa mesma época, ela foi até Brumadinho, onde atuou na parte de resgate aos animais que foram vítimas do desastre. No ano de 2021, ela abriu sua clínica veterinária e iniciou outra pós-graduação em Cirurgias de Tecidos Moles.

 

fique por dentro

CAMPUS DO CENTRO UNIVERSITÁRIO É EMBELEZADO POR FLORES E ÁREAS VERDES
24 de julho de 2024

CAMPUS DO CENTRO UNIVERSITÁRIO É EMBELEZADO POR FLORES E ÁREAS VERDES

DOAÇÃO – ENCONTRO DE JOVENS VI ESCALADA
23 de julho de 2024

DOAÇÃO – ENCONTRO DE JOVENS VI ESCALADA

PROFESSOR DO CENTRO UNIVERSITÁRIO APRESENTOU TRABALHO EM EVENTO NA ALEMANHA
18 de julho de 2024

PROFESSOR DO CENTRO UNIVERSITÁRIO APRESENTOU TRABALHO EM EVENTO NA ALEMANHA

Pular para o conteúdo